Archive | março, 2010

Um ponto de partida ou uma rede de articulações no meio?

26 mar

Artista de rua

De onde parte este blog? De multiplicidades. Eu o criei para comunicar meu processo de pesquisa acerca da relação de minha palhaça, Bilazinha da Mamãe, com a rua. Foi quando descobri que este não é um ponto, mas uma intrincada rede de articulação. Também não é a partida. Eu diria que é o meio.

Conforme avanço na pesquisa, hoje em fase de leituras e amadurecimento para voltar à rua como pesquisadora, descubro o amplo universo em que mergulho. Em primeiro lugar, porque minha paixão, palhaços, são figuras instigantes e abordá-los academicamente é, para mim, novidade e desafio. Ora, estou acostumada a agir, usar meu nariz vermelho e minhas roupas espalhafatosas de Bilazinha da Mamãe. Reflexão e ação caminham juntas, sempre acreditei nisto e, de fato, minha ação de palhaça sempre foi acompanhada de muitas inquietações e questionamentos que eu mesma me faço. Porém, o tom acadêmico é estranhíssimo. Como falar seriamente sobre um ser que não se enquadra, subverte a ordem e ocupa-se de bobagens? Eis o desafio.

Em segundo lugar, tenho a rua, cuja extensão é cada vez maior para mim. Não se trata apenas de mais um lugar onde o artista atua, onde eu gosto de estar vestida de palhaça. Descubro que a rua é um lugar de tensões, de circulação, heterogeneidades. Tenho compreendido cada uma destas palavras de maneira muito especial, através de leituras, mas também da participação na rede de Teatro de Rua no Brasil e de experiências pessoais. A rede, conheci através da revista da Rede Estadual de Teatro de Rua do Rio de Janeiro que chegou às minhas mãos aqui em Belém do Pará, onde descobri o email do grupo. Aos interessados em descobrir, como eu, que a rua e nós, artistas que nela atuam, estamos intrincados em discussões mais amplas do que imagiamos, eu recomendo: teatroderuanobrasil@grupos.com.br.

Este blog passa a funcionar de fato a partir de hoje (espero conseguir lidar melhor com os recursos wordpress). Meu desejo é multiplicar, articular conhecimentos, discussões e ações com outros artistas de rua, palhaços e curiosos. Ao lado, vou disponibilizar os sites e blogs por onde vou passeando e descobrindo que estabelecem ligação comigo e com nosso fazer artístico.