Arquivo | Sem especificação RSS feed for this section

Recomeço

17 set
Bilazinha-eu

Bilazinha-eu na feira da 25

Afastar-se de uma paixão não é fácil. Aquele fogo que arde no peito, a motivação para prosseguir, quando, aparentemente, se afasta, a gente sofre.

Minha arte parece ter ficado em minha cidade, enquanto eu fui trabalhar no interior. Quatro paredes, sala fechada, seriedade. E meus risos e gracejos de palhaça? Bem, sonhei com eles todos os dias (sim, todos os dias mesmo), por três semanas sofridas. Saudade de viver de teatro.

Agora, no entanto, consigo perceber diferente. Minha arte sou eu. Ela vai comigo onde eu for. Minha paixão não se afastou, está aqui dentro. Trouxe comigo. Palhaços, teatro, a rua.

E a pesquisa continua, depois de um tempo de saudade e choro, sem saber direito por onde prosseguir. Prossigo, com um novo fôlego, de quem reencontra uma paixão, descobrindo que, na verdade, nunca a perdeu.

Anúncios

Eu tive um sonho

27 jul

A imagem do palco

Eu chorava copiosamente sobre a cadeira, olhando para o palco, com medo de ter de deixar meu nariz vermelho para depois…

Um diário de pesquisa

7 jan

Convenceram-me. Caí na rede e já fui por ela contaminada. Este espaço quer me contaminar ainda mais. E o pior: quer contaminar você. Mas com que, afinal? Com arte, estados de arte pelos quais tenho passado durante a especialização em Estudos Contemporâneos do Corpo, da Escola de Teatro e Dança da Universidade Federal do Pará. Não só isso. O blog quer comunicar-se com outros estados de arte. O blog ou eu? Eu sou Andréa Flores, terapeuta ocupacional, atriz, aspirante a palhaça. Aspirante. Adoro me contaminar.

Posso ser Bilazinha da Mamãe, minha palhaça assanhada, que anda perambulando por aí, pelas ruas. E é justamente sobre a relação do palhaço com a rua que desejo debruçar-me, entranhar-me, ao longo da pós-graduação. O blog comunica meu processo, como um diário de pesquisa, aberto, atravessado pelo mundo.

Sejam todos bem vindos! Comentem, opinem ou, simplesmente, contaminem-se e permitam que eu o faça também.