Tag Archives: protesto

Belém fervilhando, pesquisa voltando

12 jan

 

Singelo Auto do Jesus Cristinho na rua

Queridos visitantes,

Retornei a Belém depois de cerca de seis meses morando e trabalhando no interior. Cheia de saudades. Dei de cara com uma surpresa nada agradável: novamente, a Secretaria de Meio Ambiente do município tentou “barrar” a exibição do espetáculo “O Singelo Auto do Jesus Cristinho”, do grupo Palhaços Trovadores, na praça da República. O motivo: a cobrança absurda de uma taxa para uso do espaço público!

Redigi o texto abaixo, encaminhado ao grupo Fórum Teatro do Yahoo, a fim de que os artistas tomassem conhecimento do que vem acontecendo por aqui. Leiam!

Antes dele, no entanto, quero destacar que o espetáculo ocorreu em protesto e foi um enorme sucesso. Engraçadíssimo, irônico e politicamente engajado. A classe teatral e o público cativo dos Palhaços Trovadores estiveram presentes em plena rua, em noite chuvosa. A TV Cultura local também estava lá, filmando depoimentos e manifestações contrárias à atitude da prefeitura…Ou falta de atitude, já que nada fazem para valorizar a cultura popular na cidade. Um discurso do diretor Marton Maués abriu o momento, convidando os artistas locais a se posicionarem contra o descaso e o desmando do poder público com a arte que acontece em Belém do Pará.

 

Singelo Auto do Jesus Cristinho na rua

A partir da apresentação, outros artistas de rua vêm se manifestando e “botando a boca no trombone” contra a prefeitura. Belém está fervilhando!

 

Singelo Auto do Jesus Cristinho na rua

Nesse clima, eu voltei, a pesquisa voltou. Desculpem o abandono de vários meses. Não tenho como explicar aqui os dias que passei. Mas convido-os a voltar a visitar o blog, comentar, perguntar, discutir comigo. “A rua é nossa”, como disse Marton, e Bilazinha volta a perambular por elas!

“Amigos,

Gostaria de encaminhar uma nota de repúdio, escrita após mais um esforço do poder público em Belém do Pará, para impedir que as manifestações artísticas populares da cidade aconteçam. A prefeitura há muito tempo vem provando seu desinteresse pela cultura, dedicando pouco ou nenhum incentivo às diversas manifestações que aqui acontecem. Agora, mais recentemente, tenta impedir que o espaço público seja utilizado pelos artistas, tratando-o como um local privado, onde, tal como em grandes edifícios teatrais, é preciso pagar, isso mesmo, pagar para fazer arte.
O alvo foi o grupo de teatro Palhaços Trovadores, que comemorou recentemente 12 anos de existência. Trata-se de uma trupe de palhaços, que atua através do teatro popular, valorizando a cultura local e já recebeu incentivos de diversos editais e prêmios. Os Palhaços Trovadores se tornaram presença marcante nas praças, ruas e edifícios teatrais de Belém e inauguraram ano passado sua sede, a Casa dos Palhaços, um novo espaço de cultura na cidade, desses que carecemos tanto, aqui no Norte. O local foi cedido pela Fundação Santa Casa de Misericórdia, que reconheceu a importância cultural do grupo para a cidade, um dos poucos que conseguem se manter, apesar da falta de incentivo e outras mazelas do poder público municipal. 
“O Singelo Auto do Jesus Cristinho” é o espetáculo natalino do grupo, apresentado já há vários anos na Praça da República, em Belém, um espaço democrático, livre a todos, de graça. E cheio de graça. Este ano, no entanto, acontecerá sob forma de protesto, já que A PREFEITURA, ATRAVÉS DA SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE, RECUSA-SE A FORNECER AUTORIZAÇÃO. Vejam o que escreveu o diretor do grupo, Marton Maués:
 
“amigos, mais uma da prefeitura de belém: além de não fazer nada na área cultural, ainda emperra o trabalho dos artistas populares (aqueles que realizam seus trabalhos em espaços públicos, livre para todas as pessoas). só para protocolar solicitação para apresentarmos O Singelo Auto do Jesus Cristinho, nosso espetáculo natalino, no próximo dia 06, Dia de Reis, tivemos que pagar 27 reais (sob a alegação de que está muita em cima da hora. uma puinição, então?). e mais, querem que paguemos mais 50 reais para podermos apresentar, caso eles liberem o anfiteatro, onde, sabemos, não haverá nada nesta noite.
portanto, amigos, convidados a tds para engrossar este protesto e a estarem lá no anfitetaro, dia 06 de janeiro, às 20h00, pois com ou sem a dita “autorização da semma/PMB, vamos apresentar nossa auto, encerrando a quadra natalina, como fazemos há 12 anos.
repassem esta mensagem a tds os seus pares, por tds os meios: facebook, orkut, e-mail, twitter.
arte para todos, já!”
Situações como esta nos afetam a todos, enquanto artistas, em qualquer tempo e lugar, porque reforçam o descaso do poder público com as artes e a necessidade de nos organizarmos, nos posicionarmos contra este tipo de desmando.
Leiam e repassem por favor. Se puderem, compareçam.
Grata,
Andréa Flores”